[RESENHA] RAMSÉS - O filho da luz - Christian Jacq

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Titulo: RAMSÉS – O filho da luz
Autor: Christian Jacq
Número de páginas: 389
Editora: Bertrand Brasil
Nota: 5/5
Sinopse:
Quando evocamos a grandeza do Egito Antigo, um nome vem imediatamente à nossa mente: Ramsés, o faraó que reinou durante 60 anos, combateu inúmeros inimigos e cujos feitos estão talhados em esculturas nos templos egípcios e em narrativas poéticas.

No primeiro volume desta magnífica saga, 'O Filho da Luz', Ramsés acalenta anseio de torna-se o sucessor ao trono. Contudo, Ramsés não é o filho primogênito, e essa primazia naturalmente será destinada a Chenar, seu irmão mais velho. Mas, quem realmente sucederá Sethi? O Calculista e ambicioso Chenar? Ou o apaixonado e vigoroso Ramsés? Secretamente, Sethi inicia o filho mais novo à sagrada e suprema função. As provações e armadilhas mortais se multiplicarão. Conseguirá Ramsés escapar às intrigas do irmão? Saberá escolher entre a apaixonada Iset a Bela e a misteriosa Nefertari? Ramsés só poderá contar com a amizade de alguns amigos fiéis: Ameni, o escriba; Moisés, seu condiscípulo hebreu; e Setaou, o encantador de serpentes. Assim se inicia a jornada apaixonante do herói egípcio conhecido como 'O Filho da Luz', em um mundo repleto de sabedoria, que será paulatinamente desvendado a cada volume da Série Ramsés.

Olá meus leitores!

Hoje trago a resenha do livro RAMSÉS - O filho da luz, o primeiro volume de cinco livros. Conta a história de Ramsés, um dos filhos do Rei Sethi e da Rainha Touya, que quer que seu pai perceba a capacidade que ele tem em assumir o trono.

Ramsés é o filho mais novo, desde pequeno, ele foi entregue ao seu preceptor Sary, para que este o ensinasse tudo que um futuro regente deveria saber sobre seu país, negócios, culturas e etc. Ramsés sempre teve vontade de permanecer a maior parte do seu tempo perto de seu pai, porém Sethi era um rei muito ocupado e muito preocupado com o bem estar de seu povo.

O Rei Sethi e a Rainha Touya são descritos como encarnações de Deuses - ancestrais - e percebemos isto nas passagens em que eles aparecem. Os dois são completamente unidos pela alma. Chenar o filho mais velho, se considera o regente de seu pai desde o inicio da historia. Ele é fútil e se preocupa apenas com seus negócios - em ser rico - abrir portos para negociar com inimigos e dentre outras coisas. Em algumas passagens você sente repulsa dele, o modo como ele pode aparentar verdadeiro porém , esta sendo falso.

"Ramsés interrogara-se dias e noites, contendo sua impaciência com dificuldade: devia falar ao pai do seu conflito com Chenar e lhe revelar que o sucessor designado se gabava de um vitória não conquistada? O príncipe saberia utilizar as palavras justas e manifestar a sua indignação com tal veemência que o pai compreenderia, por fim, que chocava uma serpente em seu seio."
Pág.162

No decorrer da narração temos Iset a Bela, a primeira mulher a se entregar de corpo e alma a Ramsés. Ela é almejada por Chenar, porém Iset ama verdadeiramente Ramsés e não o troca por nada.

"Ramsés não resistiu ao fascínio; ela era realmente magnifica e não tinha rival. Utilizava o corpo um instrumento, cujas melodias ela dominava com uma espécie de distanciamento, como se contemplasse a si própria sem puder. Pela primeira vez, Ramsés olhava uma mulher sentindo o desejo de tê-la nos braços."
Pág.43

Ramsés tem poucos amigos, sendo eles : Ameni (futuro escriba de Ramsés) e Setaou (encantador de serpentes), Acha e Moisés (condiscípulo hebreu), e tem como companheiro para qualquer lugar, o seu cão Vigilante e o seu leão Matador.

O Rei Sethi começa a convidar Ramsés para o acompanhar em suas viagens. Ele não entende e também não sabe o que seu pai quer dele, porém Ramsés tinha um prazer enorme de estar perto de Sethi e de ouvir as suas palavras de sabedoria, palavras que segundo ele, ficavam gravadas em seu coração e em sua mente. A Lei de Mâat que era utilizada por seu pai, preservava o bem estar de seu povo.
Ao longo dessas viagens Ramsés começa a se parecer cada vez mais com Sethi. Ele entra em profundas meditações e também no decorrer dessas viagens Sethi apresenta a Ramsés , os templos.

"O pai seguia um plano determinado, mas qual? Ramsés deixara de acreditar no seu futuro de monarca, mas então por que Sethi, considerado reservador em confidências, o favorecia com tais ensinamentos? Talvez Moisés tivesse compreendido melhor as intenções do soberano, mas o príncipe lutaria sozinho e traçaria o seu próprio caminho."
Pág.175

No decorrer da história teremos várias reviravoltas, intrigas e falsidades. Aparecerá Nefarati uma mulher ao qual Ramsés sente uma atração imediata. No final da leitura, o leitor é deixado com muitas dúvidas e tem partes que vocês diz: Woah Woah Woah Woah... Como eu não percebi isso?

Christian Jacq soube criar um enredo que te prende do inicio ao fim. O modo como ele narra é como se ele tivesse vivido este período.... é como se ele estivesse lá. É incrível.
Esta é uma história baseada em fatos reais e simplesmente amei o livro, ainda mais por se tratar do Egito.

Logo abaixo vocês podem ver a coleção completa!

Espero que tenham gostado!
Abraços!

8 comentários:

  1. Oi Erika, adorei a resenha, adoro livros deste tipo, Amei a parte que você falou que parece que ele viveu no tempo do livro, gosto quando o autor sabe contar muito bem a história, que parece até que aconteceu com ele.

    Beijos, Sucessooooooo!! :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee Rafa!!
      Obrigadaa :3
      Sim, parecia que o autor estava lá quando tudo aconteceu XD

      Beijos!

      Excluir
  2. Ei Erika!
    Adoro livros que se passam em tempos antigos, assim como o do Egito. É uma ótima oportunidade para conhecer um pouco da cultura e se divertir com a aventura.


    Beijos! :-D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee Estefania!!
      Sim, o Egito é encantador!

      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Erika, como vai?
    A resenha ficou bem legal, mas não gostei da história do livro.
    Não acho que irá me prender por um bom tempo, não é um dos gêneros que me fascina. kskksk
    Beijos.

    Escritaliteraria1.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee Caíque!! Estou bem e você?
      Ashuashuashuashu Obrigada! Porém o livro é muito interessante e maravilhoso. A narrativa é incrível, pois parece que o autor estava lá quando tudo aconteceu :) ♥
      Mas tente ler/achar um trecho em pdf para ver se lhe agrada ou não de fato!!

      Beijos!

      Excluir
  4. Respostas
    1. Oie, Mariza!
      O livro é incrível!!!

      Beijos e Sucesso!

      Excluir