[RESENHA] Pelas Portas do Coração - Zibia Gasparetto

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Titulo: Pelas Portas do Coração
Autor: Zibia Gasparetto
Número de páginas: 453
Editora: Vida & Consciência
Idioma: Português
Edição: 2012
Assunto: Espiritismo
Nota: 5/5
Sinopse:
Enquanto a cabeça racionaliza, o espírito sente. A razão segue as conveniências do mundo. O espírito busca a essência daquilo que é.
Quando a sensibilidade se abre, energias tumultuadas e emoções novas surgem trazendo
insegurança, e é preciso estudar a mediunidade para manter o equilíbrio. Neste livro, Juliana nos mostra como agir: não se confundiu com o mundo, aceitou a mediunidade sem hesitação, tornou-se um canal do bem e dos valores da espiritualidade, com firmeza e
serenidade, abrindo apenas as portas do coração.


Olá meus leitores! Como estão?

Hoje trago a resenha do livro Pelas Portas do coração, da autora Zibia Gasparetto. O livro teve a sua primeira edição em 1995 e a segunda edição em 2012. A Vida & Consciência Editora tem publicação de livros espíritas maravilhosos.

O livro me cativou completamente e além do mais, a coincidência ou fato do destino, de que na sua primeira edição de 1995 foi o ano do meu nascimento. *-* Que surpresa não é?

Vale lembrar que o livro é psicografado, ou seja, o livro é ditado pelo espírito Lucius. Bom, Pelas Portas do coração é uma verdadeira lição de vida que nos leva a refletir em seus mais profundos sentidos.

Juliana é a mais nova de três irmãos (Clóvis e Vera). Ela é tranquila e aprecia profundamente a vida, porém ,por ela ser muito na dela, é criticada pela família e amigos. Juliana é uma garota que guarda muita sabedoria de outras vidas, por isso ela surpreende e confunde todos ao seu redor. Quem seria Juliana, uma garota com 16-17 anos que tem tanto conhecimento da vida?

"De que adiantaria acender uma luz na claridade? É nas trevas que ela é percebida. Sem a tristeza, a alegria não seria apreciada. Sem a carência a abundância não teria significado. Somos todos crianças na escola da vida."

Norma, a mãe de Juliana, é uma típica dona de casa que vive exclusivamente para a família. Ela antes de agir pensa o que os indivíduos ao seu redor irão comentar. Sua maior felicidade é ver todos os filhos em um bom casamento.

Dr. Dagoberto, é o pai de Juliana, um cirurgião renomado. Ele não acredita em fatos religiosos, apenas em fatos que podem ser provados cientificamente. Muito conservador e com regras antigas. Por fim, em poucas palavras o Dr. Dagoberto é um homem cético.

A irmã Vera, como posso descrevê-la... Ela é fútil, alienada... porquê? Bom, se preocupa apenas com a aparência da pessoa, ou seja, se é rico, então é a melhor pessoa do mundo. Vera pensa apenas em seu status social e em arrumar um vantajoso casamento.

"Viver é ter consciência da realidade que se esconde atrás da aparência. É ver além dos cinco sentidos. É enxergar com os olhos da alma…"

O irmão Clóvis é muito divertido e sempre consegue contornar os pais, para não ouvir sermão. Ele gosta de sair para festejar com os amigos. Clóvis sempre seguiu o que o pai queria, entrou na universidade e no curso ao qual não lhe agradava muito, porém até ele descobrir a sua vocação terá muitos obstáculos.

Gente tem partes deste livro, que dá vontade de entrar na história e dá umas sacudidas nos personagens para vê se eles voltam a repensar numa maneira melhor e olhar que aquilo o que eles estão fazendo é irracional.

Juliana vê beleza em coisas que passam desapercebido no dia a dia. Ela começa a ter intuições e é orientada por mentores espirituais, em especial por Dora, uma amiga espiritual de vidas passadas, e sobre a orientação deles, ela consegue ajudar doentes seja com cura ou palavras que contém muita sabedoria.

Mas como a vida é cheia de surpresas, a vida de Juliana começa a mudar. Tudo ocorre porque seu pai diz que ela está louca e quer interná-la, porém a Dora avisa a Clóvis que isto não pode acontecer. Então o irmão dela procura o amigo Paulo (este amigo também é espirita e entende muito bem a Juliana) e os dois combinam que ela será levada para uma casa no campo que Paulo tem. O tempo passa e o pai dela fica com receio de ir até a polícia e o assunto se tornar público. Paulo fala com Juliana que apenas um casamento seria possível para intervir o pai dela com essa loucura. Ela aceita e os dois se casam, porém o casamento é só de fachada. Poderá o amor ser maior e um dia eles ficarem juntos completamente?

Muitas coisas ocorrem no decorrer da história. Há vários ensinamentos que você poderá levar para a sua vida.

"Baseado na perfeição de Deus: a natureza nos ensina isso, basta olhar. Não lhe parece que um Deus tão extraordinário, tão criativo, que colocou tanta beleza, tanto perfume na simplicidade de uma flor, que enfeitou nosso mundo com um céu tão azul, um mar tão belo, tudo para nos fazer felizes, se nos destina à felicidade e à alegria…"

Zibia Gasparetto, tenho certeza que você já ouviu ou leu este nome, independentemente se já leu ou não os livros dela, deve entender a magnitude  da autora. Ela traz em suas obras os preceitos espiritas, que traz luz a todos que leem. A vida de vez em quando pode nos parecer difícil, porém Zibia nos ensina que a mudança pode ocorrer e nos leva a uma reflexão profunda sobre isso.

"-Pois eu creio na mudança. Se você se libertar dos pensamentos tristes, ligar-se com Deus no coração e pensar só no bem, ele agirá através de você, e sua
vida se transformará em felicidade e luz!" 
Pág. 83

A Vida & Consciência Editora fez um trabalho maravilhoso, a fonte da letra é ótima para leitura e a diagramação está linda.

Espero que vocês tenham gostado do livro, pois a história me prendeu do início ao fim. O final da história é surpreendente, porém apenas lendo para descobrirem.

Espero que tenham gostado!
Beijão!

2 comentários:

  1. Oi Erika tudo bem?
    Ah que resenha maravilhosa. Experiencia unica essa leitura né?

    Eu particularmente sou apaixonada com a família Gaspareto. Eles transmitem mensagens maravilhosas. No meu post [Mentes Brilhantes-Parte2] Eu falo sobre o irmão dela. Luiz Gaspareto. Depois de uma olhada.♥

    A vida humana é assim mesmo, cada um tem a sua missão de libertar a mente sozinho, pois é assim que aprendemos o sentido da vida. Mas, os nossos Guias sempre nos ajudam com intuições ate estarmos prontos para se lembrar da nossa verdadeira essência divina.

    Um abraço forte, luz pra ti sempre.
    Estefania Cristina

    http://escritoraestefaniacristina.blogspot.com.br/2015/08/20-mentes-brilhantes-parte-2.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee, Estefania!!! Tudo ótimo e com você?
      Awnn Obrigada!! Sim, a leitura foi incrível!
      Irei olhar sim :D Verdade!!

      Beijão!

      Excluir